Acompanhe conosco essa incrível trilha que criamos para os nossos clientes de Mineração. Com tutorias de utilização da ferramenta e explicações sobre como incorporá-la em seu dia a dia de trabalho, queremos que você expanda ainda mais o seu uso da plataforma e adicione mais conteúdo nas suas funções, não somente no nível técnico, mas também gerencial.

Veja como é muito fácil usar o ArcGIS PRO para criar um geodatabase para armazenar os dados gerados por sua mineradora.

Com poucos cliques, você será capaz de criar o banco de dados que guardará informações importantes para seu dia-a-dia, tais como localização de equipamentos, dados ambientais, inventários patrimoniais e mais uma infinidade de elementos.

Adotar o geodatabase como repositório de seus dados é muito útil, pois além de grande confiabilidade, este formato permite que as informações sejam facilmente exportadas para outros sistemas que você utilize em suas atividades.

Continue seguindo a nossa trilha com os vídeos a seguir:

Definição de Domínio e Subtipo – Criação de camadas com a indicação da localização dos equipamentos

Você pode criar camadas indicando a localização de seus equipamentos em forma de pontos ou delinear os polígonos referentes as suas instalações. A tabela de atributos pode ser indicada de acordo com seus interesses, podendo por exemplo, indicar dados relacionados a última manutenção realizada. Neste caso domínios e subtipos devem ser definidos para que seus dados tenham um bom nível de organização.

Esta operação posteriormente facilitará a execução de análises e mapeamentos relacionados a localização de seus ativos, além de dar suporte as mais diversas atividades minerárias, com destaque a prospecção, design de mina, operação e gestão ambiental.

Junção de Tabelas – Apoio no inventário dos equipamentos

Caso você precise importar os dados de uma unidade para outra, com intenção de inventariar todos seus equipamentos, isso pode ser feito de modo muito rápido no ArcGIS PRO.

Basta indicar quais campos existem em comum entre as tabelas e usar a função JOIN. Isso é particularmente útil quando se precisa catalogar equipamentos semelhantes em diferentes unidades de produção.

Ligação Espacial – Unificação de feições/camadas

Vamos supor que sua mineradora
possua diversas cavas diferentes, mas você deseja uni-las em uma única feição.
Isso pode ser feito de forma bastante rápida usando a função Spatial Join.

Basta executar a função Spatial Join (Ligação Espacial) sobre a camada que deseja unificar e em poucos segundos você terá uma camada única englobando todos os polígonos presentes.

Adotando Simbologia – Apoio na personalização dos dados

Sabemos que a adoção de uma simbologia adequada evita que o usuário final cometa erros de interpretação dos mapas. Com o ArcGIS PRO diferentes simbologias podem ser facilmente estabelecidas, exibindo de forma única seus recursos, tais como linhas hidráulicas, tubulações, maquinários, sensores de coleta de dados etc.

Executando tarefas regulares com Model Builder – Rapidez na execução de tarefas constantes

Tarefas rotineiras podem ser executadas de forma sequencial por meio da função model builder. Basta inserir a sequência e os parâmetros das funcionalidades e das tarefas complexas que deseja desempenhar de modo bastante rápido. Com o model builder é possível, por exemplo, separar diariamente todos os pontos que apresentem não-conformidades ou equipamentos com problemas. O Model builder agiliza significativamente a execução de tarefas repetitivas, gerando grande ganho de produtividade.

Criação de formulário através do Survey 123 – Fazendo pesquisas avançadas de forma simples e fácil

Considerando um dos aplicativos de campo que pode ser
utilizado para gestão de ativos, temos o Survey 123, em que você pode executar
pesquisas avançadas, adicionando os resultados diretamente a um banco de dados
geográfico. Como podemos ver, pode-se criar um formulário de pesquisa para
vistoria de seus veículos de pequeno e grande porte, por exemplo. No formulário
do vídeo é inserido apenas o nome, telefone e localização, porém você pode
adicionar, além dessas informações, nome do condutor, telefone de emergência,
nome das demais pessoas que irão sair para campo, data, hora, itens essenciais
para saída do veículo, como: step, medição de combustível, condições físicas do
veículo, avarias, pneus etc. Após a criação do formulário de pesquisa, você irá
publicá-lo na conta organizacional do ArcGIS Online de sua empresa e então
visualizar no aplicativo Survey 123 em qualquer dispositivo móvel (tablet ou
celular). Basta então, abrir a pesquisa e iniciar a coleta das informações.
Após a finalização da coleta das informações, você poderá enviar a pesquisa de
2 formas, caso esteja sem internet no momento da coleta, poderá encaminhar a
pesquisa clicando em “enviar mais tarde” e caso esteja online poderá clicar em
“enviar agora”, podendo visualizar a pesquisa enviada com data e hora da coleta
no próprio aplicativo e posteriormente visualizá-la na conta organizacional do
ArcGIS Online de sua empresa. Clicando no formulário de pesquisa dentro do
ArcGIS Online você visualiza todas as coletas já realizadas até o momento,
nesse caso aparece apenas um ponto, pois foi realizado apenas como exemplo, mas
a ideia é que apareçam todas as coletas feitas pelos colaboradores.

E para finalizar, você pode transformar isso em um formulário obrigatório para retirada e devolução do veículo, inclusive para que os colaboradores reportem possíveis problemas mecânicos, fazendo com que o responsável consiga ter um controle de vistorias periódicas, garantindo a segurança dos colaboradores e economia com manutenções que não estavam previstas.

Edição de dados no Collector – Visualização dos mapas para edição na palma da mão

Neste vídeo podemos ver o aplicativo Collector, que permite edição e coleta de dados, permitindo que você faça uma possível programação das vistorias de seus ativos, por exemplo. Você pode alterar o mapa base, escolhendo algum da galeria de mapas base do ArcGIS Online. Levando em consideração que você já possui a localização dos seus ativos (como maquinários, veículos, escavadeiras etc.), você pode visualizá-los através de diferentes cores. No vídeo os pontos que podemos ver são as estações de tratamento de esgoto, porém onde se lê “existentes”, “projetadas” e “outros”, você pode considerar “vistoriados”, “a serem vistoriados” e “vistoria prioritária”, por exemplo. Podendo considerar seus ativos que já foram vistoriados em verde, os próximos que irão ser vistoriados em amarelo e os demais ou que são uma prioridade em vermelho. Clicando em um dos pontos você pode selecioná-lo e alterar o status da vistoria e enviar a informação em tempo real. Além dos mapas base, você pode visualizar o conteúdo do mapa através da legenda. Você também pode criar um ponto de um novo ativo que não havia sido mapeado até o momento, basta clicar e arrastá-lo até sua localização ou utilizar a localização do próprio dispositivo móvel.

Integração entre Collector e Survey 123

Neste vídeo você poderá integrar dois dos aplicativos de campo do ArcGIS, Collector e Survey 123. Essa integração começa a partir de um mapa criado no ArcGIS Online, sendo que onde você lê “Pontos para Inspeção” você pode considerar “Pontos para Vistoria”, por exemplo. Para a integração, primeiramente abra um arquivo do bloco de notas e então copie o a URL (arcgis-survey123://?itemID=) presente no link (https://doc.arcgis.com/pt-br/survey123/reference/integratewithotherapps.htm).

Em segundo, abra o formulário do Survey 123 já criado para vistoria e copie apenas a parte indicada no vídeo para colá-la em complemento a URL que está no bloco de notas. Posteriormente, retorne ao mapa do ArcGIS Online e vá na opção “Configurar Pop-up”, no item “Conteúdo do Pop-up, escolha a opção “Uma visualização de atributo personalizada” e vá em configurar, para criar o atributo da pesquisa do Survey 123, adicionando a URL criada conforme demonstração do vídeo. Uma vez feito tal procedimento, clique em um dos pontos criados, que podem ser um de seus ativos que serão vistoriados e clique no atributo que foi criado “Survey 123” e então, a partir disso, irá abrir diretamente a pesquisa para início da coleta de informações. Essa integração irá permitir uma otimização no momento da coleta das informações de campo, possibilitando o uso dos 02 aplicativos de campo, por exemplo, utilizando o Collector com informações e pontos dos ativos que já foram vistoriados ou que estão programados e a partir de cada ponto do ativo, coletar informações mais detalhadas sobre tal maquinário ou veículos, como nome da pessoa que fez a vistoria, data e hora, por exemplo.

Apresentando dados com o Operations Dashboard

Após as coletas de dados de campo, os resultados podem ser exibidos de forma muito intuitiva em um painel gerencial, por meio do Operations Dashboard, conforme podemos visualizar neste vídeo. Para tal, inicie o aplicativo do Dashboard em seu computador e clique em “Criar” para um novo painel. Onde você vê “Painel de Acidentes de Trânsito SP 2017” você pode criar um painel com o título “Painel de Gerenciamento de Vistorias dos Ativos”, utilizando inclusive os dados que foram coletados através dos formulários Survey 123 e/ou do Collector. Adicione Tags para apoiar na identificação e procura do painel posteriormente, como “vistoria”, “ativos”, ao invés de Acidente e Trânsito. Você pode também, adicionar um resumo acerca deste painel e salvar em uma pasta específica. A partir disso, escolha o mapa já criado para vistorias de campo que estará disponível no conteúdo do ArcGIS Online e então selecione as configurações que fazem mais sentido para o painel a ser criado. Neste caso, foi selecionado apenas a legenda, mas você pode selecionar outros itens, como a escolha da barra de escala, mais/menos zoom, dentre outros. Para adicionar um título ao painel, clique no local indicado no vídeo, ali você fará alterações de título e tamanho de letra. É possível também adicionar a legenda e uma das camadas de seu mapa. Por exemplo, onde você vê a lista com os registros de acidentes, podem ser a lista de vistorias de seus ativos ou nomes dos colaboradores que estão utilizando cada um dos ativos, sendo que é possível mover a visualização no painel, colocando para direita, por exemplo. Você pode visualizar o painel de diferentes formas, através de gráficos e listas, neste caso no vídeo, é adicionado um Gráfico de Série e para isso, é selecionado a camada de interesse que são os registros por semana, que para mineração, podem ser os veículos que estão sendo utilizados, quem são os colaboradores que estão utilizando e com que frequência, próximas vistorias programadas, veículos inoperantes, motivos frequentes de quebra, valores de gastos, dentre outros. Estes mecanismos de gerenciamento podem lhe alertar para a necessidade de substituição de equipamentos através de um monitoramento inteligente e economia com vistorias desnecessárias ou de última hora.

Publicação de dados

Através do ArcGIS Pro você pode publicar seus dados diretamente para o ArcGIS Online. Para iniciar este procedimento é necessário entrar com seu login e senha do ArcGIS Online, clicando na parte superior direita da tela. No vídeo aparecem os pontos de Acidentes de SP, porém você pode ter a visão de seus ativos mapeados, sejam eles, seus equipamentos, veículos, máquinas etc. Para publicar tal camada de mapa como um Mapa da Web, clique em “Mapa da Web” conforme indicado no vídeo e então preencha o nome da camada que pode ser substituída de “Acidentes SP 2017” para “Vistorias de Ativos 2019”, coloque um resumo do que representa essa camada, coloque Tags para apoiar na identificação da camada posteriormente, como “vistorias” e/ou “ativos”. Selecione então para transformar como uma camada editável e então clique em “Analisar”. Caso dê algum erro, você poderá visualizá-lo neste momento, caso não apareça nada, clique em “Compartilhar”. Então irá aparecer uma mensagem no rodapé inferior direito informando que o compartilhamento foi realizado e você poderá visualizar a nova camada de mapa na aba “Conteúdo” de sua conta organizacional do ArcGIS Online.

Criação do WebMap – Aplicativos dinâmicos que podem ser compartilhados com toda a sua equipe

E já que agora você possui todos seus ativos mapeados, você pode visualizá-los de diferentes formas e cores, através de atribuições de diferentes simbologias por causa da criação de um WebMap. Para isso, entre em sua conta organizacional do ArcGIS Online, clique na aba “Mapa”. Você pode selecionar o mapa base de seu interesse e então adicionar conteúdo a ele de diferentes fontes, camadas criadas por você e sua equipe através do item “Adicionar Camada do Arquivo” ou até mesmo adicionar camadas da web que foram criadas por outras empresas e que deixaram o conteúdo públicos para serem compartilhados. Em “Pesquisar Camada”, procure e clique pelo conteúdo que você criou no ArcGIS Pro e publicou através do ArcGIS Online. Novamente onde você lê “Acidentes SP 2017”, você verá seu conteúdo, que podem ser as camadas de “Vistorias de Ativos 2019”, por exemplo. A partir disso, você pode alterar a simbologia podendo visualizar equipamentos na cor azul, por exemplo, máquinas na cor vermelha, veículos de grande porte na cor preta e veículos de pequeno porte na cor amarela. Assim você teria uma visão de quantidade e localização dos ativos por categoria, facilitando o gerenciamento e visualização dos ativos da empresa. Você pode também, configurar o Pop-up, alterando o título para “Vistorias”, por exemplo. Após finalizar as configurações desejadas, salve o mapa colocando o nome “Vistorias de Ativos 2019” Ao invés de “Acidentes São Paulo 2017” e as adicione tags relacionadas. Para visualizar o mapa criado, vá na aba “Conteúdo”.

E aí, gostou do nosso conteúdo? Caso tenha alguma sugestão ou queira deixar a sua opinião, pode clicar aqui.

E qualquer dúvida sobre o nosso conteúdo, pode enviar para [email protected] 😉